Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Histórico
Início do conteúdo da página

Histórico

Acessos: 374

Inicialmente, no processo de efetuar a indicação de servidor (a) para ocupar o cargo de Titular da Unidade de Auditoria Interna desta Universidade, foram empreendidos esforços no sentido de atender e cumprir com os requisitos elencados na Portaria n.º 915/2014 da Controladoria Geral da União, sendo estas as primeiras ações que se fizeram necessárias para posteriores providências de implantação desta AUDIN. Dentre as primeiras ações realizadas, foi oportunizada a participação da servidora Júlia Silva de Paulo, indicada para ocupar o cargo de Auditora Geral da Unifesspa, no XLI Curso de Auditoria e Controles Internos Governamentais (40 hs.), promovido pela Associação Brasileira de Orçamento Público – ABOP, no período de 24/agosto a 04/setembro/2015, na cidade de Brasília/DF. A participação neste evento de qualificação, foi de grandiosa importância, uma vez que se deu início à formação/qualificação da servidora no campo da auditoria interna governamental. O Curso foi composto por dois módulos: a) Módulo I – Elementos de Auditoria Interna Governamental; b) Módulo II – Auditoria de Natureza Operacional.  

Na 4ª Reunião Ordinária do Conselho Superior de Administração-CONSAD, realizada no dia 17 de setembro de 2015, foi apreciado o Processo nº 23479.002966/2015-55, o qual tratava da Indicação da servidora Júlia Silva de Paulo para exercer a função de Auditora Geral. Com apenas 01 (uma) abstenção (da citada servidora indicada, uma vez que, na ocasião, ocupava no mencionado Conselho o assento da cadeira de Representante Técnico Administrativo em Educação), os demais votos foram todos favoráveis a indicação do nome da servidora Júlia Silva de Paulo para exercer a função de Auditora Geral da UNIFESSPA, o que resultou na aprovação da indicação, quase que por unanimidade (objeto da Resolução n.º 007-CONSAD de 17 de setembro de 2015).

No dia 24 de setembro de 2015, foi expedido o Ofício nº 252/2015-GR/UNIFESSPA para a Secretaria Federal de Controle Interno, da Controladoria Geral da União, através do qual foi encaminhada toda a documentação exigida pela Portaria nº 915/2014-CGU, no sentido de se proceder à análise da indicação do nome da servidora para assumir a função de Auditora Geral da Universidade.

No dia 17 de dezembro de 2015, o Gabinete da Reitoria recebeu o Ofício nº 50614/2015-GM-CGU, no qual constava o resultado da análise da indicação do nome da servidora para assumir o Cargo de Auditora Geral da Unifesspa. Considerando que o resultado foi positivo (nome da servidora indicada foi aprovado pela CGU, após devidas análises.), no dia seguinte foi expedida a Portaria n.º 1216/2015 (Publicada no D.O.U. nº 243, Pág. 42, Seção 2 de 21/12/2015), através da qual ocorreu a nomeação da servidora JÚLIA SILVA DE PAULO para exercer o cargo de Auditora Geral da Unifesspa, a partir do dia 18 de dezembro de 2015.

Como toda e qualquer unidade administrativa, no início das suas atividades de instalação/implantação, sentimo-nos totalmente desafiados; não só pelo fato de estarmos iniciando novas práticas laborais (exercício de uma nova função), mas por entender ser extremamente desafiador executar as novas rotinas laborais (execução de trabalhos de auditoria) com determinadas limitações, dentro elas, a carência de novos servidores integrando a equipe de Auditoria Interna. Nutrimos a expectativa de que, brevemente, a Auditoria Interna desta universidade, possa receber novos integrantes (Auditores de Carreira – Ingressando através de concurso público), para que assim, possamos ter uma equipe com caráter multidisciplinar, uma vez que as atividades de auditoria requerem, para o seu pleno e satisfatório funcionamento, uma equipe multidisciplinar (áreas diversas, como por exemplo: direito, contabilidade, administração, dentre outras).

O objetivo primordial desta unidade de auditoria interna é manter uma relação dialógica com os gestores (Reitor, Vice-Reitor, Secretário de Planejamento, Pró-Reitores, dentre outros;), no sentido de se elaborar o “mapa de riscos” da instituição, para que, consequentemente, possamos atuar (avaliação/monitoramento) na mitigação dos riscos e ampliação das boas práticas, visando a maximização da qualidade dos trabalhos, e a efetivação dos critérios relativos à legalidade, economicidade,  eficiência e à eficácia da gestão. Estamos cientes de que os desafios a frente desta unidade administrativa não são poucos, mas acreditamos ser totalmente possível a execução satisfatória dos trabalhos de auditoria, na medida em que formos avançando na resolução das problemáticas de limitação espacial e insuficiência de servidores (equipe multidisciplinar), aliado ao contexto de permanente formação/qualificação profissional.

Júlia Silva de Paulo

Titular da Unidade de Auditoria Interna

Portaria 1216/2015

Fim do conteúdo da página